Nikita

Artigos :
A prática segura da natação

A natação teve sua origem praticamente com a humanidade. O homem procurou a água primeiramente como forma de defesa contra os animais, deslocamentos e lazer. A água é a maior fonte de lazer do ser humano.

As técnicas de deslocamento no meio líquido hoje conhecidas, são formas naturais que foram desenvolvidas pelo homem ao longo de sua existência e mais recentemente, comprovadas e aperfeiçoadas cientificamente através da biomecânica – o estudo dos sistemas biológicos por métodos mecânicos.

A natação é um esporte privilegiado. Seus praticantes podem e devem começar nos primeiros anos de vida. Devido às propriedades terapêuticas da água, que entre outras vantagens, proporciona a redução da força de gravidade sobre o corpo humano a cerca de 10%, permite movimentos que seriam impossíveis de serem realizados em terra.
Este contato precoce, com outros meios e pessoas possibilita ao “nadador” experiências que só este esporte pode proporcionar. A ação da gravidade sobre um corpo ainda em formação faz com que seja desaconselhada a maioria das práticas desportivas, até essa idade.

Estas vantagens da natação são extensivas também aos adultos e as indicações vão se tornando proporcionais ao avanço da idade. De todos os desafios na água, é da natação propriamente dita, que o praticante mais se beneficia. O exercício na posição horizontal no meio líquido proporciona níveis de trabalho mais elevados com uma menor sobrecarga ao coração e pulmões além de uma melhor vascularização, ou seja, níveis maiores da resistência aeróbica, o fator mais importante na manutenção da saúde.

Aos 8 anos inicia-se a chamada faixa-etária “competitiva”, que é quando a criança se depara com inúmeras experiências em competições de níveis inicialmente recreativos, sem maiores exigências, como preparação para os níveis mais elevados, fator da maior importância na formação do homem.

Nessa idade a criança tem seu professor ou técnico como um modelo, muitas vezes, com mais influência sobre a sua formação do que os próprios pais. Aprender ou praticar a natação – ou qualquer outro esporte ou atividade física – sem a orientação de um profissional devidamente habilitado é tão perigoso quanto se consultar com um charlatão da área médica ou ter na escola um professor que não estudou e não teve sua capacidade de transmitir conhecimentos devidamente comprovada e autorizada pelas instituições competentes.
Lidar com o ensino e a prática da natação requer formação universitária através dos cursos de Educação Física e constantes atualizações a nível de pós-graduação.
O profissional de Educação Física tem sua formação baseada em disciplinas da área Médica, de Educação e Práticas Desportivas.

A natação é importante na formação integral da criança e do adolescente, contribuindo para um desenvolvimento harmônico entre o corpo e a mente, valorizando a auto-estima, os hábitos salutares de alimentação, da escolha do lazer, da participação de grupos e dos valores morais.

As crianças praticantes da natação têm em média um melhor rendimento escolar, além de uma maior convivência com crianças e adultos de cor, sexo e níveis sociais diferentes. Também adquirem uma grande experiência de vida e aprendem que para atingir objetivos precisam ter força de vontade e determinação, além da ambição (desejo moderado de glória) acima da média.

A iniciação em competições de forma desordenada e carente de uma orientação segura sob todos os aspectos é tão ou mais prejudicial quanto a sua ausência. Não se deixe enganar pelos muitos aventureiros, leigos e sem formação acadêmica, ou até mesmo moral, que ainda atuam na área desportiva desse país. Exija o programa de ensino, os critérios de avaliação e acima de tudo, o currículo do coordenador e do seu professor de natação, ou de qualquer outra modalidade esportiva.

Nikita Natação & Fitness:

R. Aviador Severiano Lins, 102 - Boa Viagem - Recife/PE - (81) 3466.6166 | 3228.6320